Desenvolvimento Pessoal

6 dicas de como fazer um mapa mental para alinhar os seus objetivos

8 min de leitura
Junte-se a milhares de Loopers

Em menos de um minuto, você pode entrar para a nossa lista prioritária e receber conteúdos exclusivos.

Essa é uma das melhores maneiras de obter uma visão macro.

Como obter uma visão macro

O mapa mental é uma técnica de organização para agrupar um conjunto de informações e torná-las mais memorizáveis e bem compreendidas.

E ele é uma habilidade bastante útil, tanto para estudantes, quanto para profissionais das mais variadas áreas.

Por isso, você estar aqui para aprender como fazer um mapa mental, é de grande importância para a sua jornada.

É com a ajuda de um mapa mental que você analisa os possíveis cenários para atingir o seu objetivo.

Se você é daqueles que se considera muito criativo, então precisa saber como fazer um mapa mental para ser cada vez mais eficaz em suas metas.

O mapa mental é a ferramenta ideal para quem precisa organizar as suas várias possibilidades e optar por um caminho melhor.

Por isso, conheça agora os principais tipos de uso para um mapa mental, são eles:

Principais tipos de uso para um mapa mental

  • Anotar conteúdos de aulas e cursos de uma forma mais memorizável;
  • Identificar as razões de um determinado problema para solucioná-lo;
  • Fazer reuniões de brainstorming;
  • Analise, elaboração e planejamento de projetos;
  • Especificar metas de curto, médio e longo prazo;
  • Organizar rotinas de trabalho;
  • Auxiliar no processo criativo.

O mapa mental é uma alternativa bem versátil, não é?

E, é justamente por isso, que você, como profissional, precisa saber como fazer um mapa mental.

Afinal, ele está diretamente relacionado ao processo criativo e a resolução de problemas.

Por exemplo: Antes que eu começasse a escrever esse artigo, fiz um mapa mental para organizar minhas ideias e anotei vários pontos importantes para lembrar de citar.

Percebe agora, como fazer um mapa mental pode facilitar na hora da execução de um processo criativo?

Além disso, ele é uma peça fundamental também na hora dos estudos.

Recentemente, eu testei esse método em um curso que eu fazia.

O material era um pouco complexo, então o fato de eu saber como fazer um mapa mental foi de grande ajuda, porque facilitou o meu aprendizado.

O que eu percebi foi uma facilidade maior em entender o assunto devido a estrutura gráfica em si.

Entender como fazer um mapa mental e aplicar esse método na prática, faz com que você aprenda mais rápido do que utilizando um texto comum.

A melhor parte é que para aprender como fazer um mapa mental, você não precisa memorizar várias regras do que fazer ou não fazer.

É possível encaixar as ideias de forma aleatória, conforme você desejar.

No entanto, existem várias formas de criar um mapa mental, conheça agora as principais:

Como fazer um mapa mental

  • Seja em dispositivos tecnológicos ou no papel.
  • Montando a estrutura em sites. Os melhores são: MindMeister, Canva, GoConqr.

Você está disposto a colocar em prática?

Seja para memorizar ou organizar informações, aprender como fazer um mapa mental pode trazer inúmeros benefícios, inclusive ajudar você na hora de tomar decisões, para que elas sejam mais assertivas.

Eu vejo os mapas mentais como descomplicadores de informações que estimulam ações positivas e que trazem resultados tanto no âmbito pessoal, como no profissional.

O maior fator para os mapas mentais serem tão eficazes é que eles conseguem organizar as informações de forma que o cérebro consiga entender facilmente.

E como já foi citado aqui, a parte gráfica é a grande colaboradora desse método, por causa das cores, formatos e símbolos inseridos nos mapas mentais.

Portanto, aprender como fazer um mapa mental é fundamental nos dias de hoje, em que consumimos muitas informações e as esquecemos com facilidade.

Acontece que os mapas mentais se assemelham as sinapses do nosso cérebro.

Logo, se você pensa em trabalho, as sinapses trarão a memória tudo aquilo que se relaciona ou possui conexão com essa palavra.

As sinapses neurais, assim como os mapas mentais, funcionam semelhantemente a aba relacionados do Google.

Por isso, é importante para os profissionais de hoje, saberem como fazer um mapa mental.

Afinal, ele também pode ser utilizado em reuniões de brainstorming e em todos os processos que se relacionam a criatividade, para guiar as ações e atingir resultados satisfatórios.

As ramificações do mapa mental fazem com que as informações estejam interligadas, facilitando também o entendimento das pessoas que assistem a uma apresentação sua, por exemplo.

Assim, ele consegue atingir um grande número de detalhes e pode trazer à tona novas ideias, a partir daquelas informações.

Conheça agora os principais benefícios de utilizar os mapas mentais, vamos a eles:

Principais benefícios de utilizar os mapas mentais

  • Redução de materiais e tempo gasto com planejamento e preparações para apresentações;
  • Maior facilidade para adaptar qualquer texto a uma estrutura facilmente compreendida;
  • Aumento da produtividade e eficiência no trabalho e estudos;
  • Auxiliam no processo de ideias, filtrando os excessos para torná-los mais claros e objetivos;
  • Fazem com que você desenvolva a capacidade de organização;
  • Induzem você a aplicar, na prática, os conhecimentos adquiridos;
  • Desenvolvem a habilidade de pensar e de analisar possibilidades;
  • Reduzem o estresse advindo das atividades rotineiras;
  • Despertam interesse por causa da parte gráfica que contém cores e símbolos;
  • Possibilitam decisões mais assertivas, por explorarem vários caminhos;
  • Facilitam o compartilhamento de conhecimento em reuniões ou cursos.

E aí, o que você está esperando para utilizar essa técnica no seu dia a dia?

Acredito que você tenha compreendido que está perdendo bastante em não aprender como fazer um mapa mental.

Mas isso vai mudar.

Porque agora, você vai entender tudo o que precisa saber antes de fazer um mapa mental, vamos lá:

O que precisa saber antes de fazer um mapa mental

  • Primeiro você precisa ter uma situação especifica: um problema, um tema ou um objetivo, afinal, esse vai ser o tema central do seu mapa mental.
  • É interessante utilizar uma variedade de cores que se relacionem ao tema principal.
  • Figuras, símbolos e desenhos que se relacionem ao tema também são bem-vindos, eles farão com que você compreenda ou memorize as informações facilmente.
  • O primeiro mapa mental pode ser desafiador, mas procure treinar sempre que puder. Assim, você chegará a excelência.

Viu como não é tão difícil?

Qualquer pessoa pode aprender como fazer um mapa mental e utilizá-lo no seu dia a dia para fortalecer os seus processos criativos.

Portanto, se você chegou até aqui, significa que está pronto para entender mais a fundo sobre a criação dos mapas mentais.

Então, se você quer aprender como fazer um mapa mental, é só continuar lendo esse conteúdo.

Vem comigo!

6 dicas de como fazer um mapa mental para alinhar os seus objetivos e obter mais resultados [ A 4° é a minha favorita ]

1. O primeiro passo é focar em um tema específico

Foque em um tema específico antes de fazer seu mapa mental

Você está disposto a pensar um pouco?

Esse é o momento que você precisa encontrar uma ideia especifica.

Seja um problema, uma solução ou um assunto em que você precisa focar, utilizar uma ideia núcleo é importantíssimo para que você saiba como fazer um mapa mental, pois é a partir dela que surgem todas as outras ramificações.

Recentemente, eu precisei elaborar uma estratégia bem complexa para um projeto.

Na verdade, ela já estava quase completa na minha mente, mas eu precisava escrevê-la em algum lugar, pois corria o risco de esquecer ou simplesmente ter uma dor de cabeça terrível.

Obviamente, optei por fazer um mapa mental e brinquei que tinha conseguido esvaziar a memória do meu cérebro como se fosse um computador.

Foi uma atitude bastante útil para o sucesso do projeto e a cada desafio que preciso enfrentar, estou adotando o hábito de utilizar mapas mentais.

Ninguém é perfeito, mas isso não significa que você não possa ser excelente.

2. Desenvolva um título central

Desenvolva um título central para o mapa mental

Isso é bem simples.

Você está mais perto de saber como fazer um mapa mental do que imagina.

O título é a parte mais simples do mapa mental, mas também um dos passos principais para que ele seja executado.

Após definir o tema central, você precisa apenas adaptá-lo e transformá-lo em um título.

Ele deve ser inserido no centro da sua folha, para que sobre espaço para as ramificações.

O título é como um guia, ele está ali, presente no centro para lembrar o que você precisa compreender, solucionar ou atingir.

Existem vários tipos de títulos para mapas mentais, vamos conhecer alguns deles:

  • Títulos para aprender conteúdos relacionados aos estudos, exemplo: A guerra fria ou Como lidar com a ansiedade.
  • Títulos relacionados a resolução de problemas, exemplo: Como melhorar o atendimento ao cliente ou Estratégias para potencializar as vendas.
  • Títulos para elaborar apresentações de brainstorming ou seminários, exemplo: Impactos do ambiente externo na empresa ou O impacto das ações de poluição para o planeta.

 Interessante, não é?

Acredito que essa etapa de como fazer um mapa mental, vai ser moleza para você.

3. Comece a alinhar as ramificações iniciais

Alinhe as ramificações iniciais do seu mapa mental

É aqui que começa a diversão.

Nos seus primeiros mapas mentais é provável que você estagne exatamente nesse momento.

Sua mente vai começar a ficar frenética por um padrão, para entender se existe uma ordem certa do que fazer.

Mas a verdade é que não tem.

As ramificações iniciais equivalem as primeiras ações que você terá que executar, no caso de um problema ou solução.

Ou, aos conteúdos base que iniciam toda a linha de raciocínio de um tema especifico.

Não tenha medo de fazer algo errado relacionado aos mapas mentais.

Afinal, eles foram criados sem regras, justamente para você anotar as informações livremente.

4. Faça as associações

Faça as associações no seu mapa mental

É hora de expandir.

Agora que você já fez as primeiras ramificações, está na hora de fazer as associações dessas ramificações.

Parece complicado, não é?

Eu sei, mas na verdade, é bem simples, esse é só mais um passo para aprender como fazer um mapa mental eficiente.

Se você analisar um mapa mental, vai perceber que após o título, ele está rodeado com as primeiras ramificações e depois delas é como se existisse outra camada de ramificações, essas são as associações.

As associações funcionam como informações extras ou complementares das ramificações.

Vamos a um exemplo:

  • Título: Como ser resiliente.
  • Primeira ramificação: Desenvolver a tranquilidade para lidar com as situações é um desejo da maioria dos profissionais.
  • Associação: A resiliência afasta os sentimentos negativos que geram impulsividade, fazendo com que as decisões sejam mais assertivas, por meio de uma aparência e uma mente tranquila.

Você conseguiu entender?

Agora é só colocar em prática mais um passo para aprender como fazer uma mapa mental eficaz.

5. Inicie a parte gráfica com paciência

Inicie a parte gráfica do seu mapa mental com paciência

Esse é um dos meus momentos favoritos.

Depois que você organizou todas as informações no seu mapa mental, chegou a hora de ‘’enfeitá-lo’’.

Talvez você pense que isso é uma besteira sem tamanho, mas a parte visual dos mapas mentais são responsáveis pela memorização das informações.

Os olhos humanos gostam de cores, símbolos, figuras e isso vem desde a infância.

Inclusive, uma das minhas técnicas para memorizar conteúdos é associá-los a itens visuais.

Por isso, essa etapa é crucial.

Mas é preciso paciência, ok?

Procure elementos e cores que se relacionem ao seu texto, para que o seu mapa mental cumpra com o objetivo estabelecido.

Esse é o momento que a sua criatividade entra em campo para jogar.

6. Revise tudo no final

Revisar seu mapa mental é uma etapa fundamental

Uma etapa fundamental.

Essa atitude define os seus resultados futuros.

Mas e se você revisar e perceber que esqueceu algo importante?

Bem, é só adicionar, essa é uma das vantagens dos mapas mentais.

Se tiver espaço, você puxa uma linha e adiciona uma nova ramificação ou associação.

Percebe como é simples e flexível aprender como fazer um mapa mental?

Agora é só aplicar essas dicas na prática e treinar bastante.

A medida que você for evoluindo, não vai querer mais largar os mapas mentais no cotidiano.

Experiência própria, meu amigo.

Mapa Mental: Uma ferramenta versátil!

Como fazer um mapa mental para alinhar os seus objetivos e atingir resultados

No início tudo é difícil, mas com o passar do tempo, você não quer mais largar essa ferramenta tão útil.

É preciso um pouco de treino até que você consiga fazer tudo de maneira instintiva.

Mas esse é o objetivo da vida: aprender, crescer e evoluir.

Por isso, não desista tão fácil, com esforço tudo é possível.

Aprendeu como fazer um mapa mental para alinhar os seus objetivos e atingir resultados?

Agora é só acompanhar o Loop de Sucesso no Instagram e no Telegram e receber motivação diária para atingir os seus objetivos.

Compartilhe esse conteúdo com os seus amigos e colegas que precisam aprender a como fazer um mapa mental e ter mais resultados.

Agora é com você.

Vamos juntos ao topo! 😀

6 dicas de como fazer um mapa mental para alinhar os seus objetivos 1

 

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.