Loopstory

A parábola do verdadeiro sábio e uma lição sobre autocontrole

2 min de leitura
Junte-se a milhares de Loopers

Em menos de um minuto, você pode entrar para a nossa lista prioritária e receber conteúdos exclusivos.

O abade Abraão soube que perto do mosteiro de Sceta havia um sábio. Foi procurá-lo e perguntou:

“Se hoje você encontrasse uma bela mulher em sua cama, conseguiria pensar que não era uma mulher?”

“Não”, respondeu o eremita. “Mas conseguiria me controlar”.

O abade continuou:

“E se descobrisse moedas de ouro no deserto, conseguiria ver este ouro como se fossem pedras?”

“Não. Mas conseguiria me controlar para deixá-lo onde estavam”.

“E se você fosse procurado por dois irmãos, um que o odeia e outro que o ama, conseguiria achar que os dois são iguais?”

Com tranquilidade, ele respondeu:

“Mesmo sofrendo, eu trataria o que me ama da mesma maneira que o que me odeia”.

Naquela noite, ao voltar para o mosteiro de Sceta, Abraão falou aos seus noviços:

“Vou lhes explicar o que é um verdadeiro sábio. Um verdadeiro sábio é aquele que, em vez de matar as suas paixões, consegue controlá-las”.

É preciso entender que o maior ato de sabedoria não é sanar todos os seus desejos e falhas, mas sim, trabalhar com eles e controlá-los.

O maior poder não está em controlar o outro e sim em controlar a si mesmo.

 

Gostou da história? Baixe-a em formato de Stories clicando aqui.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.