Loopstory

A parábola do sapo e o escorpião

2 min de leitura
Junte-se a milhares de Loopers

Em menos de um minuto, você pode entrar para a nossa lista prioritária e receber conteúdos exclusivos.

Certa vez, um escorpião aproximou-se de um sapo que estava na beira de um rio.

O escorpião vinha fazer um pedido:

“Sapinho, você poderia me carregar até a outra margem deste rio tão largo?”

O sapo respondeu: “Só se eu fosse tolo! Você vai me picar, eu vou ficar paralisado e vou afundar.”

Disse o escorpião: “Isso é ridículo! Se eu o picasse, ambos afundaríamos.”

Confiando na lógica do escorpião, o sapo concordou e levou o escorpião nas costas enquanto nadava para atravessar o rio.

Quando já estavam no meio do rio, o escorpião cravou seu ferrão no sapo.

Atingido pelo veneno, e já começando a afundar, o sapo voltou-se para o escorpião e perguntou: “Por quê? Por quê?”

E o escorpião respondeu: “Porque sou um escorpião e essa é a minha natureza.”

Um mal julgamento pode lhe machucar, mas também é educador.

Fará com que você fique atento da próxima vez e saiba reconhecer melhor os tipos de pessoas com quem você mais convive.

Gostou da história? Baixe-a em formato de Stories clicando aqui.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.